Café do Juliel, licoroso com notas sensoriais de frutas vermelhas, caramelo e especiarias.

Mais Imagens

Café do Juliel, licoroso com notas sensoriais de frutas vermelhas, caramelo e especiarias.

“Eu gostaria que quando as pessoas estiverem tomando o meu café que elas soubessem que eu produzi este alimento com muito esforço, carinho, amor e dedicação no que faço.”


JULIEL - PRODUTOR DESTE CAFÉ ESPECIAL

  • Café do Juliel, licoroso com notas sensoriais de frutas vermelhas, caramelo e especiarias.

    Café do Juliel 250g - moído

    R$24,00
    -
    +
  • Café do Juliel, licoroso com notas sensoriais de frutas vermelhas, caramelo e especiarias.

    Café do Juliel 250g - grão

    R$24,00
    -
    +
Compra mínima de 02 pacotes de café dos produtores que você escolher, em grãos ou moídos.
OU
Descrição

Detalhes

Café de origem singular e especial - classificado acima de 80 pontos pela Associação Internacional de Cafés Especiais - SCA (Specialty Coffee Association).

Região: Sítio Quebra Machado – Poço Fundo, Sul de Minas
Variedade: Catuai Amarelo 
Processamento: Natural. 
Safra: 19/20. 
Torra: Média. 
Altitude: 980 metros. 
Notas sensoriais: Café licoroso com notas de frutas vermelhas, caramelo e especiarias.

Comentários

História do Produtor

Desde os 10 anos de idade o Juliel já ia para roça com o Pai para ajudá-lo nas lavouras de café. Depois que se formou no terceiro ano do ensino médio escolheu ficar na cafeicultura definitivamente. “Nasci na roça e sempre trabalhei com café. Com café e um pouquinho de gado”, ele conta.

Apesar das doenças que atacam as lavouras ele está tocando bem os cafezais e produzindo uma bebida de qualidade. Hoje o manejo da lavoura do Juliel é feito conforme os protocolos da certificação Fair Tarde (comércio justo) e ele pensa em passar uma parte da lavoura para orgânico. Ele quer produzir com menos agrotóxico, mais qualidade e com amor no que está fazendo.

“Aqui na propriedade a gente faz de tudo para não jogar agrotóxico na terra”, diz. Motivo pelo qual ele se cooperou a Coopfam (Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo e Região) cujas intenções estão alinhadas na preservação do meio ambiente. 

Para este café especial do Juliel ele conta que teve um pouco de sorte: “O café acabou molhando um pouco no terreiro, eu coloquei ele no secador, deixei como se diz no ar umas 20h e depois pus um foguinho pouco nele, fui apertando o fogo e sequei normal”. Este capricho no pós colheita foi o que garantiu neste lote da safra 19/20 uma bebida especial de 86 pontos pela SCA - Specialty Coffee Association (Associação internacional de cafés especiais).